Receitas mais recentes

Salada Radicchio Grelhada com Molho de Sherry e Mostarda

Salada Radicchio Grelhada com Molho de Sherry e Mostarda


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem mais adicional para regar
  • 1 colher de sopa de endro fresco picado
  • 1 colher de sopa de vinagre de vinho Sherry
  • 2 colheres de chá de mostarda dijon
  • 1 cabeça de alface romana, dividida longitudinalmente com um pouco de caroço ainda preso a cada pedaço
  • 1 grande cabeça de folha de alface vermelha, dividida longitudinalmente com um pouco de caroço ainda preso a cada pedaço
  • 1 cabeça média de radicchio, dividida através do núcleo, com algum núcleo ainda preso a cada peça

Preparação de Receita

  • Bata 3 colheres de sopa de azeite e os próximos 4 ingredientes. Tempere com sal e pimenta.

  • Arrume as cebolinhas, as alfaces e o radicchio nas assadeiras. Regue levemente com óleo. Polvilhe com sal e pimenta.

  • Prepare o churrasco (fogo médio-alto). Grelhe os vegetais até começarem a murchar, 1 minuto de cada lado para a alface vermelha, 1 1/2 minutos de cada lado para a alface, 2 minutos de cada lado para a cebolinha e 3 minutos de cada lado para o radicchio. Transfira os vegetais para assadeiras.

  • Corte os caroços de todas as verduras grelhadas. Corte o radicchio grelhado transversalmente em tiras de 2,5 cm de largura. Corte alfaces grelhadas transversalmente em tiras de 2 polegadas de largura; pique a cebola verde. Coloque os vegetais em uma tigela grande. Regue com molho; atirar para revestir.

Receita de Jamie Purviance, Photos by Pornchai MittongtareReviews Section

Salada de morango, radicchio e endívia

Eu queria fazer um jantar rápido para uma noite de semana rápida e relaxada apenas para fazer, mas sentar juntos para uma refeição. Olhei na geladeira e no armário e joguei isso junto com o alho que comprei inteligentemente no início do dia.

1 head pan di zucchero (você pode usar escarola ou radicchio ou outro verde para cozinhar aqui), limpa e cortada em tiras e depois pique um pouco mais

  1. Refogue a cebola em 2 a 4 colheres de sopa de óleo até ficar macia. Adicione todas as verduras de cozimento mais o alho, cozinhe até murchar bem e o alho ficar macio.
  2. Misture a mistura quente de verduras e cebola com os limões em conserva e o macarrão. Adicione o atum se for usar e misture tudo em uma tigela grande. Tempere a gosto com S & amp P. (vá leve no sal, pois os limões em conserva são salgados!) Sirva com uma pequena pilha de amêndoas picadas por cima. À mesa, passe quartos de limão e pedaços de queijo ralado, como parmesão ou asagio, com o ralador para os comedores se enfeitarem.

Radicchio & # 8211 An Acerbic Gem

Radicchio é um amargo & # 8220verde & # 8221 que faz parte da família da chicória. Comido cru, tem uma qualidade amarga que se beneficia de adições fortes, como queijo azul, vinagre balsâmico, frutas cítricas e nozes. O sabor fica mais suave quando grelhado ou torrado. Na Itália, o verde costuma ser pincelado com azeite e grelhado. Nos Estados Unidos, é mais frequentemente misturado a saladas.

Radicchio existe há muito tempo. Plínio, em seu Naturalis Historia, observou que é bom para a insônia e também para purificar o sangue. Ele também menciona que os egípcios são os que criaram o radicchio de sua ancestral chicória.

O amargor do Radicchio é devido à intybin, que estimula o apetite e o sistema digestivo e atua como um tônico para o sangue e o fígado. É também um potente agente antimalárico e tem efeito sedativo e analgésico. Suas folhas são uma excelente fonte de antioxidantes, como zea-xantina e luteína, que ajudam a proteger os olhos das doenças maculares relacionadas à idade, filtrando os nocivos raios ultravioleta. As folhas frescas contêm quantidades moderadas de grupos de vitaminas essenciais do complexo B, como ácido fólico, ácido pantotênico (vitamina B5), piridoxina (vitamina B6) e tiamina (vitamina B1), niacina (B3). O radicchio também é uma excelente fonte de vitamina K. Para obter mais informações sobre o radicchio, consulte Sally e Tanya & # 8217s sobre ele.


Espiga de milho grelhado com pimenta e limão (página 83)

Da Bon Appétit Magazine, agosto de 2007 Bon Appétit Magazine, agosto de 2007 por Molly Stevens

Tem certeza de que deseja excluir esta receita de sua estante? Isso removerá todos os favoritos que você criou para esta receita.

  • Categorias: Grelhados e acompanhamentos de churrasco vegetariano de verão
  • Ingredientes: crema Mexicana limão moído chipotle chiles milho coentro


Saladas e acompanhamentos

Esta salada impressionante e única, inspirada nos sabores do Egito, tem como base uma base de cevada tenra e saborosa.

A cevada pérola é uma ótima candidata para o multicooker, pois os grãos são cozidos em bastante água, semelhante ao nosso método para o arroz integral, eles cozinham perfeitamente e uniformemente.

Para garantir ainda mais grãos separados e intactos durante o cozimento sob pressão, descobrimos que uma liberação natural era essencial (a liberação rápida fazia com que alguns dos grãos explodissem).

Após o cozimento à pressão ou lento e, em seguida, drenamos a cevada, espalhamos em uma assadeira para que esfriasse rapidamente. Com a nossa cevada perfeita acabada, incorporamos pistache tostados, melaço de romã picante e coentro vegetal brilhante, tudo equilibrado por especiarias quentes e terrosas e doces passas douradas.

Queijo feta salgado, cebolinha picante e sementes de romã doce adornavam a parte superior do prato para um final colorido e saboroso. Você pode encontrar melaço de romã no corredor internacional da maioria dos supermercados bem abastecidos.

Não substitua a cevada descascada, sem casca, de cozimento rápido ou pré-cozida (leia a lista de ingredientes na embalagem para determinar isso).

SALADA DE CEVADA EGÍPCIA

Tempo total da cozedura de pressão: 1 hora

Tempo total de cozimento lento: 2 horas

INGREDIENTES:

3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem, mais extra para garoa

2 colheres de sopa de melaço de romã

1/2 colher de chá de canela em pó

1/2 xícara de coentro fresco picado

1/4 xícara de pistache com casca, torrado e picado grosso

3 onças de queijo feta, cortado em cubos de 1/2 polegada (3/4 de xícara)

6 cebolinhas, apenas partes verdes, em fatias finas

Combine 12 xícaras de água, cevada e 1 colher de sopa de sal na multicooker.

Para cozinhar sob pressão: Trave a tampa no lugar e feche a válvula de liberação de pressão. Selecione a função de cozimento de alta pressão e cozinhe por 8 minutos. Desligue a multicooker e deixe a pressão liberar naturalmente por 15 minutos. Solte rapidamente qualquer pressão restante e, em seguida, remova a tampa com cuidado, permitindo que o vapor saia de você.

Para cozinhar lentamente: Leve a mistura para ferver usando a função de refogar ou dourar. Trave a tampa no lugar e abra a válvula de liberação de pressão. Selecione a função de cozimento lento baixo e cozinhe até que a cevada esteja macia, 30 minutos a 1 1/2 horas. (Se estiver usando Panela Instantânea, selecione a função de cozimento lento alto.) Desligue a multicozinha e remova a tampa com cuidado, permitindo que o vapor saia de você.

Escorra a cevada, espalhe em uma assadeira com bordas e deixe esfriar completamente por cerca de 15 minutos. Enquanto isso, misture o óleo, o melaço, a canela, o cominho e 1/2 colher de chá de sal em uma tigela grande. Adicione a cevada resfriada, as passas, o coentro e os pistache e misture delicadamente. Tempere com sal e pimenta a gosto. Espalhe a salada de cevada uniformemente na travessa e arrume as sementes de queijo feta, cebolinha e romã em fileiras diagonais separadas na parte superior. Regue com óleo extra e sirva.

Informação nutricional por porção: 362 calorias 119 calorias provenientes de gordura 13 g de gordura (3 g de gordura saturada 0 g de gordura trans) 13 mg de colesterol 336 mg de sódio 54 g de carboidrato 11 g de fibra 11 g de açúcar 9 g de proteína.

Para obter mais receitas, dicas de culinária e análises de ingredientes e produtos, visite https://www.americastestkitchen.com. Encontre mais receitas como Salada de Cevada Egípcia em "Perfeição Multicooker".

Salada de feijão com milho e abacate no verão

Para uma salada de feijão fácil e leve no verão, combinamos feijão preto rico em fibras com milho fresco, tomate brilhante e abacate cremoso.

Torrar o milho em uma frigideira até dourar realça sua doçura natural. Chile Chipotle, coentro e suco de limão forneceram o perfil de sabor do sudoeste perfeito para esta salada fácil de preparar. O milho fresco é importante para o sabor da salada - não substitua o milho congelado ou enlatado.

SALADA DE FEIJÃO PRETO DO SUDOESTE

Do início ao fim: 15 minutos

INGREDIENTES:

3 colheres de sopa de suco de limão (2 limas)

2 colheres de sopa de azeite virgem extra

1 1/2 colher de chá picada de pimenta chipotle em molho de adobo

2 espigas de milho, grãos cortados de espigas

1 lata (15 onças) de feijão preto sem sal, enxaguado

1 tomate, sem núcleo e picado

1 abacate, cortado ao meio, sem caroço e cortado em pedaços de 1/2 polegada

3 colheres de sopa de coentro fresco picado

Misture a cebolinha, o suco de limão, 1 colher de sopa de óleo, chipotle, 1/4 de colher de chá de sal e 1/4 de colher de chá de pimenta em uma tigela grande.

Aqueça 1 colher de sopa de óleo restante em uma frigideira média em fogo médio-alto até que comece a fumar. Adicione o milho e 1/8 de colher de chá de sal e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até dourar, 6 a 8 minutos. Transfira o milho, o feijão e o tomate para uma tigela com o molho e misture delicadamente para revestir. Misture delicadamente o abacate e o coentro. Tempere com pimenta a gosto e sirva.

Informação nutricional por porção: 302 calorias 145 calorias provenientes de gordura 16 g de gordura (2 g de gordura saturada 0 g de gordura trans) 0 mg de colesterol 462 mg de sódio 35 g de carboidrato 13 g de fibra 5 g de açúcar 10 g de proteína.

Para obter mais receitas, dicas de culinária e análises de ingredientes e produtos, visite https://www.americastestkitchen.com. Encontre mais receitas como a salada de feijão preto do sudoeste em "The Complete Diabetes Cookbook".

Você fala tabule, eu digo tabuli

“O verão e a vida são ocupadas.” É como a letra deve ser interpretada para aqueles de nós que têm a sorte de estar em Berkshires no verão. Há tanto a fazer, é difícil espremer tudo. Eu não poderia listar toda a música, teatro, dança, galerias de arte e museus para serem apreciados e competindo pela minha atenção nesta época do ano. Existem excelentes restaurantes, deslumbrantes mercados de agricultores e maravilhosos mercados de alimentos na região, todos com alimentos cultivados e produzidos localmente. A não perder é o incrível número de belas trilhas para caminhadas, bem como lagos, rios e lagoas para nadar e passear de barco, a maioria de graça.

Tenho um certo preconceito, como amante de música e piquenique, por Tanglewood. As cadeiras, mesas e suprimentos para piquenique estão sempre embalados e prontos. Assim que tivermos todos os nossos suprimentos para piqueniques juntos, realmente não será difícil montar um piquenique razoável. Fazemos o nosso melhor para aproveitar tudo o que Berkshires tem a oferecer a cada verão, mas a temporada é curta para alguns dos eventos. A temporada de Tanglewood da Orquestra Sinfônica de Boston é particularmente curta e continua sendo minha preferência no verão.

Como um amante da música e alguém que ganha a vida produzindo comida, sempre me interessei pelos paralelos entre produzir música e comida para viver. Já conversei com alguns de meus amigos músicos profissionais sobre esse assunto e tendemos a concordar que há várias semelhanças.

Em primeiro lugar, músicos e chefs tendem a viajar nos mesmos círculos sociais, já que geralmente trabalhamos quando o resto do mundo está livre. Fui chef em Cape Cod por mais de 15 anos. Eu realmente não poderia dizer muito sobre o que os outros descreveriam como a experiência de Cape Cod no verão, já que eu passava a maior parte dos meus verões dentro de uma cozinha. Eu, no entanto, ouvi jazz excelente e tive algumas conversas memoráveis ​​com músicos depois do expediente no salão do nosso restaurante, após o término do culto. Muitos de nós não podem pisar no freio imediatamente depois de colocar nossos corações e almas em nosso ofício em uma noite.

Produzir música e comida para viver são artes cênicas. À medida que refinamos nossas habilidades, por assim dizer, começamos a mover a agulha do artesanato para a arte. As artes cênicas são todas efêmeras, e nunca se repetem exatamente da mesma forma. É o que diferencia um pintor ou escultor de um músico ou chef. Como Joni Mitchell observou certa vez ao discutir a diferença entre ser um pintor e as artes performáticas, "Ninguém nunca disse a Van Gogh, 'Pinte uma Noite Estrelada' de novo, cara!"

Seja auditivamente ou gastronomicamente, um músico ou chef está produzindo um produto de consumo que proporciona prazer. Estamos no negócio do prazer. É o feedback quase instantâneo do público e a energia que ele produz que podem proporcionar satisfação tanto para o público quanto para o chef ou músico.

Não sei por que senti a necessidade de seguir o caminho de discutir as semelhanças entre chef e músico, mas enquanto pensava em fazer um piquenique em Tanglewood, isso entrou em minha consciência. É um assunto que considerei por muito tempo e acho que era hora de organizar esses pensamentos. Como ex-chef, espero que tenham gostado!

Descrevi fazer um piquenique em Tanglewood como minha preferência no verão, então gostaria de lhe dar uma receita de tabouli, minha salada ideal para Tanglewood.

Você fala tabule, eu digo tabuli vamos fazer do jeito que você quiser! Quero enfatizar que, sim, medi todos os ingredientes ao montar esta versão, então posso garantir que funciona para mim, no entanto, pesquisei "receitas de salada de tabouli" no Google e parei de contar depois de 100. Sou mais músico de jazz enquanto preparo a comida, raramente meço alguma coisa. Procuro em receitas ideias que talvez não tenha considerado. Eu venho fazendo isso há muito tempo, porém, e para alguém menos seguro das interações dos ingredientes, tente fazer como está escrito e continue a partir daí. Afinal, existem mais de 25.000 gravações da música "Summertime".

Esta versão é mais reflexiva de um tabouli libanês tradicional em que a salsa domina o pepino, no entanto, não é tradicional. Gosto muito de salsa dominando a salada, mas pepino adiciona um crocante refrescante e uma pausa de toda aquela salsa. O melhor bulgur para usar é o muito fino bulgur tamanho nº 1, que não requer cozimento, pois depois de cerca de meia hora ele amolece absorvendo o óleo e os líquidos da salada. Esta salada agüenta bem por horas e ainda pode estar boa no dia seguinte.

INGREDIENTES:

3 xícaras (cerca de 2 cachos) de salsa de folha chata, bem lavada, com caule e picada

4 cebolinhas, corte no viés

1 xícara de tomate uva (1 litro), cortado em oitavos ou 1 xícara de tomates pequenos em cubos

1 pepino europeu com casca, pequeno em cubos aproximadamente do mesmo tamanho que os tomates

1/2 xícara de hortelã, caule e picadinha

1/4 xícara de azeite de oliva extra virgem de boa qualidade

1/2 xícara No. 1 bulgur muito fino

Misture o azeite, o suco de limão, um pouco de sal e pimenta e a pimenta da Jamaica. Adicione o bulgur à mistura de óleo e limão e despeje sobre o restante dos ingredientes em uma tigela grande. Misture bem os ingredientes e leve à geladeira. Depois de cerca de meia hora para permitir que o bulgur amoleça, ajuste o sal e a pimenta e divirta-se!


Uma receita para uma salada simples e maravilhosa de ovo escalfado (também conhecida como Salade Lyonnaise)

Na primavera de 1997, meu marido e eu estávamos dirigindo em uma estrada rural de Paris ao Vale do Loire, paramos em Orgères-en-Beauce, uma pequena cidade (população, cerca de 950) com um pequeno café, a placa do lado de fora anunciava o dia Rotier de menu de 55 francos (um menu de preço fixo criado especialmente para motoristas de caminhão).

Uma vez lá dentro, descobrimos que o roteador de menu era nossa única opção. As escolhas eram Salade de Gésiers (salada com moela) ou patê para a entrada de porco ou frango assado para o prato principal e sorvete, uma tarte maison (torta caseira), ou creme de caramelo para a sobremesa.

Com desejo de salada, mas sem vontade de moelas, perguntei à proprietária deste maman-et-papa café se a cozinha pudesse simplesmente deixar as moelas fora da salada. Ela perguntou se eu gostaria de substituir os ovos. Agradeci e disse que sim, supondo que ela quisesse dizer ovos cozidos (isso foi muito antes de ovos pochê se tornarem de rigueur nos bistrôs americanos).

Saiu um prato de verduras jogadas em um vinagrete com alho, coberto com dois ovos pochê. Cético no início, eu interrompi. As gemas quentes adicionaram sabor ao molho e agradavelmente murcharam as verduras, enquanto as claras adicionaram textura. Fiquei surpreso - e até hoje nunca me canso desta salada.

Aqui está a minha receita, com os pedacinhos de bacon adicionados para um aceno de Salade Lyonnaise. Observe que se você tiver a sorte de morar em um lugar (como a França!) Que vende toucinho (cubos grossos de bacon), você pode usá-los. Caso contrário, o bacon serve.

Salada de ovo escalfado com bacon // Salade Lyonnaise

Com um ovo por pessoa, este é um ótimo curso inicial. Ou sirva dois ovos por pessoa e faça disso um prato principal para um almoço leve ou jantar.

Rende 4 porções de primeiro prato.

4 fatias de bacon, cortadas em pedaços de 1 polegada

3 xícaras de verduras misturadas rasgadas, como espinafre bebê, radicchio, endívia belga, frisée e rúcula *

1 receita de vinagrete de mostarda e xerez (ver receita abaixo)

Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

1. Cozinhe o bacon em uma frigideira em fogo médio até ficar crocante, retire a frigideira do fogo e reserve.

2. Misture as verduras e a cebola roxa em uma saladeira média.

3. Usando um pescador de ovos, escalde os ovos até o cozimento desejado de acordo com as instruções do fabricante. Escorra os ovos e reserve.

4. Quando os ovos estiverem quase prontos, aqueça novamente o bacon na frigideira em fogo médio, retire os pedaços de bacon com uma escumadeira e acrescente à mistura de verduras na tigela. Adicione vinagrete suficiente para cobrir bem as folhas - talvez você não precise da receita inteira.

5. Disponha a salada entre quatro pratos de servir e cubra cada um com um ovo pochê. Tempere cada ovo com sal e pimenta e sirva imediatamente.

Vinagrete de Sherry-Mostarda: Em uma tigela pequena, misture 1 a 2 dentes de alho picados com sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto. Amasse-os com as costas de uma colher para fazer uma pasta áspera. Adicione 1 colher de sopa de vinagre de xerez com um garfo ou batedor pequeno até que o sal se dissolva. Junte 2 colheres de chá de mostarda Dijon. Lentamente, adicione 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem, mexendo até incorporado. Junte uma ou duas gotas de molho de pimenta, se desejar.

* Observação: Uma Salade Lyonnaise clássica geralmente usa frisée ou outras alfaces de sabor forte, mas você pode misturar, se quiser.


O que há no compartilhamento?

Semana de 27 de outubro e # 8211 Compartilhamento da fazenda no último verão de 2014!
Abóbora de inverno: Butternut, Delicata, Sunshine (kabocha), Golden Nugget
Cozinhar Verduras: Couves, Brócolis Raab, Escarola, Couve
Mais verduras: espinafre, alface
Cortar verduras: couve bebê, bok choy bebê, folhas de beterraba
Vegetais de raiz: cenouras, batatas, beterrabas, nabos para salada, nabos roxos, erva-doce
Alho-poró

Semana de 20 de outubro
Abóbora de inverno: butternut
Verdes asiáticos: baby bok choy, mizuna, mostarda vermelha, tatsoi
Verduras para cozinhar: Couve, Acelga, Escarola, Bok Choy
Vegetais de raiz: cenouras, batatas, beterrabas, nabos para salada
Pimentões
Brócolis
Raiz de aipo
Rúcula
Alface

Semana de 13 de outubro
Abóbora de inverno: delicata ou butternut
Alface
Bebê Bok choy
Cozinhando Verduras: Couve Tuscano, acelga, escarola, escolha de bok choy
Cenouras
Batatas
Brócolis. Ótimo blog, e uma receita de brócolis muito saborosa.
Alho-poró
Aipo-rábano
Batatas doces. Não sabe o que fazer com a batata-doce? Experimente uma destas sopa cremosa de cenoura e batata-doce, caçarola de batata-doce ou batata-doce assada no forno.

Semana de outubro
Delicata Squash. Não há necessidade de descascar esta variedade de abóbora, a pele fica macia e comestível. Delicata Rings & # 8211 Crispy Delicata com ou sem o condimento.
Batatas doces. É melhor armazená-los em um local aquecido por algumas semanas, o calor adoçará essas batatas-doces.
Batatas, esta semana teremos as variedades Red Pontiac e Kennebec para você
Cenouras
Bok Choy. Você encontrará uma boa seleção de receitas de bok choy neste site Williams-Sonoma.
Escarola. Acho que é a temporada da sopa de feijão branco e escarola!
Alface
Bebê Bok choy
Pimentões
Tomates (você acredita nisso?!)

Pick Your Own pode ter algumas pimentas e um punhado de tomates cereja, mas este campo está quase pronto para ser colocado na cama.

Semana de 29 de setembro
Batatas. Ótima receita de couve e batata gratinada
Cenouras
Salada de nabos e verduras
Bok Choy
Escarole. Eu amo escarola e espero fazer você se apaixonar por ela também. Aqui está um site com doze receitas de escarola, a maioria das quais me parece incrível! Sopa de lentilha e escarola
acelga
Couve. Esta receita de Couve Verde Assada queniana parece seriamente saborosa.
Couve, russa vermelha
Pimentões
Ervas: coentro, salsa, sálvia
Tomates
Verdes asiáticos: tatsoi, mizuna, mostarda vermelha, baby bok choy

Semana de 22 de setembro
Cozinhando opções verdes: acelga suíça, couve, couve Tuscano, brócolis raab
Mistura de salada apimentada
Rúcula
Escolha de ervas: coentro, salsa, sálvia
Cenouras
Cebolas
Tomates (esperamos! Eles estão amadurecendo muito lentamente por causa das baixas temperaturas)

Escolha o seu
Feijão pólo
tomate cereja
Pimentas quentes

Semana de 15 de setembro
As noites tornaram-se bastante frias, caindo abaixo de 50 graus em nossos campos agrícolas. Nossos vegetais amantes do calor & # 8211 tomates, berinjela, pimentão, pepino, abóbora de verão & # 8211 responderam ao frio a cada outono, retardando seu crescimento e sucumbindo a doenças. Sua participação na fazenda esta semana reflete a transição do verão para o outono: tomates e couve, feijão verde e couve de outono. Vimos a última de nossas berinjelas e pimentões. Folhas verdes que prosperam em temperaturas frias & # 8211, mistura de alface, raab de brócolis, rúcula, radicchio, escarola, mistura de salada picante e verduras asiáticas & # 8211 logo estarão em abundância. Adeus verão, bem-vindo outono!

Cooking Greens Choice: acelga suíça, couve, couve russa vermelha
Brocolli Raab
Alface
Tomates
Vagem
Cebola, por último de Ailsa Craig e um pouco de long vermelho de Tropea
Abobrinha e pepino (vontade da mãe natureza)

Escolha o seu
tomate cereja
Feijão pólo
Pimentas quentes
Tomatillos
Cerejas

Morangos estão prontos! Os zangões se mudaram. Acho que estão comendo as larvas da drosófila de asas pintadas. Esperamos lavrá-los no início da próxima semana. Melhor ficar longe deles (os morangos e os marimbondos) até que o façamos.

Semana de 8 de setembro
Batatas. Batatas roxas! Estes são uma variedade chamada & # 8220Peter Wilcox & # 8221
Cenouras
Cebolas
Zuchinni, pepino, berinjela, pimentão
Alface
Verduras para cozinhar: bok choy, couve, acelga
Tomates antigos. Trifele negra japonesa, brandywine, alemão listrado, Valência
Tomates híbridos. Big Beef, Pink Beauty, Sunkist, Mt Magic

Escolha o seu
Os feijões podem estar prontos para colher
tomate cereja
Morangos. Quem diria que essas pequenas belezas poderiam produzir por tanto tempo?

Semana de 1 de setembro
Cenouras. Aqui estão algumas receitas de cenoura realmente fantásticas para deixá-lo animado com as cenouras. Saboroso, fácil, rápido! O que poderia ser melhor??
Cebolas, mais Ailsa Craig
Beringela. Receita de Baba Ganoush de Sarah, uma de nossas lojistas de sexta-feira. Berinjela apimentada tailandesa com manjericão de Mary Ellen, uma acionista da Moraine
Abobrinha
Abóbora de verão amarela e abobrinha de verão Patty Pan
Pimentões
Pepinos
Pimentas doces carmen
Alface
Bebê Bok choy. Tenho certeza de que compartilhei esta receita de bok choy com gergelim salteado com você. É um dos meus favoritos.
Tomates. Fatias vermelhas e variedades tradicionais

Escolha o seu
Os morangos voltaram e ainda estão fortes! Uau! Por favor escolha apenas meio litro de morangos das camas rotuladas & # 8220pique aqui & # 8221. Nós movemos esses sinais a cada dia de compartilhamento de fazenda & # 8211 apenas tentando garantir que todos recebam um pouco de doçura.

tomate cereja. Estamos cultivando três variedades de toms cereja: sungold (são laranja quando maduros), cereja preta (cor marrom escuro) e jaspe (pequenas pedras vermelhas).

Tomatillos e cereja descascada não são abundantes nesta temporada. Desculpa! Por favor, escolha apenas alguns.

Semana de 25 de agosto
Tomates. Fatiadores de vermelho.
Cebolas Variedade Ailsa Craig, não para armazenamento, então use-os esta semana.
Cenouras
Pepinos
Abobrinha e abobrinha
Pimenta, doce e sino
Berinjela, variedades italianas e asiáticas
Melancia
Alface
acelga

Escolha o seu incluirá:
Tomate cereja, sungold (laranja) e cereja preta (vermelho escuro)
Morangos? Não tenho certeza sobre isso, as noites frias realmente os retardaram. Podemos estar no final de uma boa temporada de morango!

Semana de 18 de agosto
Tomates! Nossos cortadores vermelhos chegaram!
Cenouras ou Beterraba
Beringela, Asiático e italiano. Receita de Caponata grega da lojista de terça-feira Andrea usa berinjela, abobrinha ou abobrinha, cebola, batata e tomate!
Pepinos, devemos ter cubos de decapagem pequenos e macios, bem como fatiadores. Aqui está uma receita de Picles de Pão e Manteiga altamente recomendada por nossa equipe de fazenda.
Abobrinha e Patty Pan verão squash
Batatas
Escolha de ervas: aneto e coentro
Nosso Melancia pode estar pronto para a colheita esta semana.

Escolha o seu próprio incluirá:
tomate cereja

Semana de 11 de agosto
Onde estão os tomates. Nós & # 8217ve toneladas delas plantadas & # 8211 você dirige pelas relíquias ao entrar na fazenda & # 8212 você pode ver que elas parecem ótimas. Mas eles ainda não amadureceram. As noites frias (alta 50 & # 8217s, baixa 60 & # 8217s) provavelmente os atrasaram. Tudo o que podemos dizer é que nós também estamos esperando ansiosamente por alguns fatiadores saborosos!
Alface ou mistura de alface
Cenouras
Batatas, ouro vermelho (vermelho)
e Ohio cedo (branco)
Cebolas,
mais Red Long of Tropea
Beringela,
Variedades italianas e asiáticas
Pepinos, Abóbora de Verão
e Abobrinha
Escolha de ervas: endro, coentro

Escolha o seu próprio incluirá:
Ervas: manjericão de limão e coentro
Morangos
tomate cereja
Semana de 4 de agosto
Alface e / ou Mistura de alface
Cenouras
Abobrinha, Abóbora de Verão e Pepinos. Gratinado De Arroz De Abobrinha. Nossa abóbora verde e amarela funciona tão bem quanto nossa abobrinha verde.
Beringela e Pimentões
Cebolas, Red Long da variedade Tropea
Escolha de ervas. Lamentamos, mas parece que nosso manjericão comum sucumbiu ao oídio, então é extremamente improvável que tenhamos manjericão regular para você pelo resto da temporada. A escolha das ervas incluirá salsa, sálvia, tomilho, possivelmente manjericão tailandês, basils de limão, endro e coentro.

Esperamos que os tomates, milho e melancia estejam prontos para a colheita nos próximos 7 a 10 dias.

Escolha o seu próprio incluirá:
Ervas: salsa, sálvia, tailandês e limão basils
Vagens
Alguns tomates cereja (eles estão chegando!)
Morangos na quarta e sexta acionistas (os participantes da terça-feira os escolhem na última terça-feira! Não se preocupe, teremos morangos até setembro, o suficiente para que todos possam desfrutar!)

Semana de 28 de julho
Alface!
Mistura de alface!
Cenouras
Abobrinha e Abóbora de Verão.
Lembre-se de verificar este url prático de 12 maneiras de usar todas as abobrinhas para obter ideias de receitas. Aqui está uma receita que parece muito saborosa: Abobrinha Salteada com Chouriço e Limão
Pepinos
Ótimo em saladas, pepinos também fazem uma sopa agradável: Sopa Fria de Pepino com Iogurte e Endro
Berinjela, asiática e italiana
Pimentões
Manjericão
(Oídio do manjericão foi encontrado em Massachusetts. Não há tratamento para esta doença devastadora e esperamos que nossas colheitas de manjericão possam terminar nas próximas semanas. Agora é a hora de fazer pesto!)
Escolha de ervas: basilhas de endro, coentro, salsa, sálvia, tailandesa e limão
Batatas, variedade ouro vermelho

Escolha o seu Feijão Verde, Morangos, Ervas

Teremos alguns feijões verdes e batatas, junto com queijos Valley View, leite Appleton e iogurte na Farm Store para compra esta semana.

Semana de 21 de julho
Cenouras
Abobrinha
Pepinos
Abobrinha
Berinjela asiática, um pouco de berinjela italiana
Manjericão Outro grande grupo. Agora é a hora de fazer pesto!
Escolha da erva: parece o próximo plantio de coentro e endro estão prontos para a colheita. A escolha também pode incluir manjericão tailandês e limão.
Cebolas Esta variedade é chamada Red Long of Tropea
Batatas Estas são batatas novas pequenas e tenras. As variedades são Red Gold e Early Ohio.
Alface Infelizmente, nossa alface está demorando para amadurecer. Felizmente, Appleton Farm CSA tem uma abundância de alface e está compartilhando sua generosidade conosco esta semana. (p.s. sem alface de Appleton!)
Escolha o seu inclui Vagem (Acho que eles estarão prontos na terça!) E um pequeno ramo de ervas.

Semana de 14 de julho
Nossas verduras de verão (alface, mistura de alface, acelga) estão descansando esta semana e não haverá nenhuma delas na sua fazenda. A chuva atrasou o plantio de alfaces planejado para esta semana e nossa acelga foi desafiada pelo mineiro de folhas, gramíneas e o curto alcance do sistema de irrigação superior. Estaremos de volta aos trilhos na próxima semana.
Cenouras. Aqui estão duas receitas fáceis Salada de cenoura com passas e sopa de gengibre de cenoura.
Abobrinha. Esta é uma deliciosa variedade amarela e verde chamada Zypher.
Abobrinha. Nossos zukes começaram a chegar. São uma variedade chamada Dunja.
Pepinos. Começando a produzir, portanto, haverá um número limitado de ações nesta semana.
Berinjela asiática. Miso Glazed Eggplant: Eu comi isso (ou algo muito semelhante) em um restaurante japonês no fim de semana passado. Estou ansioso para fazer isso com berinjela Moraine. Nossa berinjela está apenas começando a produzir, então haverá um número limitado na participação esta semana.
Manjericão. Considere combinar seu cacho de manjericão normal com um punhado de escolha seu próprio manjericão de limão para fazer pesto.
Escolha de ervas: manjericão tailandês, manjericão com limão, sálvia ou salsa
Cebolinha
Escolha o seu: ervilhas açucaradas, monte de ervas, escolha entre manjericão tailandês, manjericão com limão, sálvia ou salsa

Semana de 7 de julho
Escolha de dois: couve, acelga, repolho, radicchio, aipo
Alface
Erva: Manjericão!
Cenouras
Abobrinha: variedade amarela e verde chamada & # 8216zypher & # 8217 e abobrinha verde
Cebolinha, bando de bebês
Escolha o seu: ervilhas, monte de ervas (escolha de manjericão tailandês ou limão, sálvia, salsa)

Semana de 30 de junho e # 8211 Feliz Dia da Independência!
Alface
Cenouras. Alguém quer pesto de cenoura verde?
Beterraba
Salsão
acelga. Chard & amp Feta Tart é ótimo com salada. Esta receita de frango e arroz de um pote usa acelga, cenoura e o resto de qualquer alho verde que você possa ter.
Couve russa vermelha
Radicchio. Adicione este vegetal com folhas vermelhas às saladas. Para algo realmente diferente, experimente a Salada Radicchio Grelhada com Molho de Sherry e Mostarda.
Escolha de ervas: endro, coentro, salsa, tomilho, sálvia
Repolho, suave ou sábio
Escolha o seu: ervilhas

Na Farm Shop esta semana
- Queijos Valley View
- Vegetais cultivados com Moraine
-Baer & # 8217s Best Beans
-Tomten Honey

Semana de 23 de junho
CenourasPrimeiras cenouras da temporada! Trata-se de uma variedade delicada e doce chamada Mokum.
Beterraba
Estas pequenas belezas ficarão deliciosamente doces graças à ausência de chuva nas últimas semanas. Os verdes são deliciosos salteados levemente em azeite com um pouco de alho.
Alface e Mistura de alface
Salada de nabos Aqui está um link para um artigo sobre esses nabos (também conhecidos como nabos japoneses). O artigo inclui links para várias receitas que parecem boas.
Escolha de ervas: Endro, coentro, tomilho, salsa, sálvia
Escolha Verdes: possivelmente radicchio, acelga suíça, couve russa vermelha
Alho verde e Garlic Scapes Último alho verde da temporada. Alguém experimentou a receita de Ovos Fritos com Alho na Primavera? Usei todos os 5 talos de alho verde (o bulbo branco e uma polegada do talo verde mais próximo do bulbo) e nenhuma cebolinha. Delicioso!

Ovos Fritos De Alho Primavera
Autor: Os Crepes da Ira

Ingredientes
• 2 ovos
• 1 colher de sopa de manteiga sem sal
• 1 talo grande de alho primavera, em fatias finas
• 2 cebolinhas em fatias finas
• flocos de pimenta vermelha, para enfeitar
• pimenta-do-reino moída, para enfeitar

Instruções
1. Aqueça a manteiga em uma frigideira pequena em fogo médio-alto, mexendo sempre, até que a manteiga esteja dourada e tenha um aroma de nozes, cerca de 3-5 minutos. Adicione o alho picado e a cebolinha e reduza o fogo para médio. Mexa até os vegetais murcharem e caramelizarem um pouco, mais 3-5 minutos.
2. Quebre os ovos na frigideira e cozinhe até que as claras estejam firmes e as gemas ainda cresçam. Você pode espetar as claras em volta das gemas para acelerar o processo de cozimento. Passe uma espátula ao redor dos ovos para soltá-los, coloque em um prato e decore com flocos de pimenta vermelha e pimenta preta moída na hora.

Semana de 16 de junho
Alface Muita alface na ação esta semana. Nós plantamos safras sucessivas de alface, mas a mãe Natureza & # 8217s esfria, depois a temperatura quente, amadurece a alface de uma vez. Posso sugerir que você cozinhe um pouco! A salada favorita desta temporada em minha casa é a salada de fusão Luang Prabang. Esta receita de sopa de alface recebeu ótimas críticas de nossos acionistas há algumas semanas. Use alho verde em vez de alho nele.
Mistura de alface
Couve Não tínhamos planejado colocar muita couve na ação este ano & # 8211 tantas piadas do CSA sobre couve demais & # 8211, mas todos vocês continuam pedindo por isso. Então, aqui está & # 8211 Couve russa vermelha.
repolho Napa
Escolha de ervasParece que endro, tomilho, salsa, sálvia e talvez um pouco de coentro serão as escolhas esta semana
Alho verde Este é o alho imaturo, variedade de hardneck Red Russian. Use como alho. Sopa De Alho Verde. Ovos fritos de alho de primavera.
Couve-rábano Esta é a lâmpada roxa da sua fazenda esta semana. Gosto de descascar, cortar em rodelas e comer cru. Também deliciosos: bolinhos de couve-rábano.
Rabanetes e Salada de nabos Este pode ser o último deles até o outono.

Semana de 9 de junho
Alface Mais maravilhoso mistura de salada. Esperamos que nosso linda alface vermelha se isso acontecer, espere ver um destaque disso em sua parte também.
Rúcula Considere fazer um pequeno lote de pesto de rúcula esta semana. O aprendiz Henry compartilhou uma receita para esta guloseima no quadro-negro da Farm Shop.
Cozinhando Escolha Verde: Mizuna, Couve Russa Vermelha ou Mostarda Vermelha. Procurando uma nova maneira de usar a couve? Esta receita de Rissóis de Couve e Quinoa parece saborosa. Esta receita de Feta Tart também funcionaria bem com couve.
Rabanetes
Salada de nabos I think these are best eaten raw, sliced into salads or just popped into your mouth on the drive home from the farm. T hey can also be roasted and dressed. The greens are edible sautee in olive oil with a bit of garlic.
Herb Choice: Dill, Cilantro or Parsley

Week of June 2
Alface We are trying a new-to-us salad mix this week. It is a pretty combination of red and green lettuce leaves. Check out apprentice Henry’s salad dressing recipe in the Farm Shop if you are looking for a new way to dress up lettuce.
Cooking Green choice: Mizuna, Broccoli Rabe or Turnip Greens. All of these ‘cooking greens’ are tender enough to be eaten raw. The rabe and turnip greens are good sauteed in a bit of olive oil, seasoned with salt, pepper, red pepper flakes.
Rúcula
Espinafre This is probably the last week for spinach in the farm share – this cool weather crop does not thrive in warm temperatures. Eat it raw in salad, slightly wilted in Wilted Spinach Salad with Warm Feta Dressing, or gently steamed.
Cebolinha Here’s a great savory way to use scallions – Scallion Pancakes!
Radishes We’ve got a bonanza of radishes this week – red round, french breakfast AND shunkyo semi-long. A real plus for all you radish lovers, and an opportunity for adventure for the not-yet-converted! Yes, you can eat them raw, but for something different, try pickling them! Friday shopkeeper, Sarah T., is a pickling genius – see if you can get her to reveal her favorite pickled radish recipe. And don’t forget last week’s Radishes in Browned Butter recipe (below).
Baby Red Choy

Week of May 26
Alface I eat my lettuce as salad, with Valley View feta and a few thinly sliced radishes. If you’re more adventurous, you could try Lettuce Soup. It uses scallions and lettuce.
Rúcula If you can keep from eating this proof-of-spring green on the way home from your farm share pick up, eat it in a lightly dressed salad.
Cebolinha Always good sprinkled on top of a salad, but also tasty in this Savory Cheese and Scallion Scone recipe or this Linguine with Creamy Scallion Pesto.
Espinafre Spinach, Green Onion and Smoked Gouda Quiche
Mizuna and Tatsoi Eat raw in a salad, stir fry with any left over bok choy, or serve slightly wilted under baked fish.
Radishes Not a raw radish lover? Give this a try: Radishes in Browned Butter.
Couve I never get tired of a good kale salad, especially with peanut dressing. Or this Martha Stewart Chicken and Kale Casserole is pretty darn tasty.

Week of May 19
Baby Bok Choy
Cebolinha
Baby Lettuce heads
Greens Choice: Kale, Mizuna, Red Mustard
Espinafre
–use any of the above greens in Eggs Vinaigrette Toast
Pea tendrils
Potted herb: parsley or sage

Week of May 12
Baby bok choy
Cebolinha
Mizuna
Tatsoi
Red mustard
Espinafre


6. Morton’s The Steakhouse

Overall Score: 92.53

Bife: Both steaks were about 2 inches thick, which made for a hearty rib-eye but a paltry filet. The latter comes with creamed spinach and salad. Scores: filet (12 oz., $48) 92, bone-in rib-eye (22 oz., $52) 97

Wine sell: Our server was clueless, but he immediately ran for the sommelier. He calculated our scenario rather quickly into a Parallele 45 Côtes du Rhône 2007. “It’s a third-run grape and is less expensive than other wines produced in that area,” he said. He took our $75 budget and turned it into a $50 bottle of grocery-store wine. 85

Shrimp: Three “colossal Thai shrimp” are normally served, but we, and the other tables we could see, received four. “Kitchen’s feeling generous,” said the server. (U-6-8, $20.50) 95

Saladas: Choices are basic steakhouse standards, but their idea of a wedge is a “center-sliced” cut of iceberg topped with blue cheese crumbles, bacon, diced tomatoes, and hard-boiled egg. Pretty, but not as crunchy as I like. Beefsteak tomatoes in February were not the right choice. 80

Vegetables: Hurray for the creamed spinach. You could actually detect the earthy mineral taste of the greens under the thin cream sauce. We also enjoyed the sautéed small button mushrooms served in a beefy broth. 93

Batatas: The Lyonnaise potatoes should come with a defibrillator. They are baked and sautéed in bacon grease with thinly sliced onions. 92

Sobremesa: The souffles might be Morton’s signature dessert, but we found the Grand Marnier version bland. We pushed it aside for “Morton’s legendary” hot chocolate cake with the hot fudge center and vanilla bean ice cream. 92

Ambiance: Morton’s has moved into some fancy digs in Uptown. The new interior is a throwback to the original Morton’s in Chicago but slightly more contemporary. Warm woods, exposed brick walls, and an open kitchen create a much sexier place for the power brokers in suits to hang. 93


Save my risotto!

I bought some Radicchio at the farmer's market. Actually, i can't even tell you what kind. When I googled for recipes, it doesn't look like any of them. It's just green, kinda looks like a really, green, really tough head of romaine.

Anyhow, i found a recipe for risotto that said the creamy risotto was a good foil for the bitterness of the green. So last night I sweated onions, added the thinly sliced radicchio, sauteed for a while, then added the arborio, then the juice of 2 lemons, and started cooking it using the standard method and the last of homemade chicken stock.

My plan was to get it almost ready last night so that tonight I could just finish it up w/ maybe a bit more stock and then add the cheese.

Nós vamos. preliminary tasting indicates it tastes like hell. The bitterness of the green is not offset at all. Any ideas of what to do/add to fix this mess?


Cooks, Books, and Friends

Confession: I am somewhat of a groupie of female chefs.

I don’t mean I’m a follower of gimmicky Iron-Chef type female chefs prone to speed-chopping, foams, and gastriques. I mean female chefs who honor their local ingredients and local cuisines with simple, solid good cooking. Chefs who’ve carved out niches for themselves in a world long-dominated by their male counterparts.

Once I talked my husband into an eight-hour road trip to Atlanta to eat at Anne Quatrano’s Bacchanalia. The meal was well worth the drive, but when I saw the chef hurrying back into her kitchen, I felt like I had caught a glimpse of royalty.

When Odessa Piper, a chef in the Alice Waters tradition and then chef-owner of L’Etoile in Madison, Wisconsin, visited my table, I was so star-struck, I could barely ask for her autograph on my menu.

I recently attended a graduation ceremony at Loyola University where Leah Chase, chef and owner of Dooky Chase’s in New Orleans, received an honorary Ph.D. To me, it seemed perfectly appropriate that she was sharing the stage with Gov. Bobby Jindal and jazz legend Herbie Hancock.

And at least once a year, we make a pilgrimage to my personal Lourdes of restaurants, Susan Spicer’s Bayona on Dauphine Street in the French Quarter.

The first meal we savored there was shortly after its opening in 1990, and every meal we’ve eaten there since then has been memorable. I can still perfectly bring to my mind and taste buds a dessert that consisted of a trio of confections each flavored with lemon and a different herb.

So when Spicer’s cookbook Crescent City Cooking came out in 2007, I couldn’t wait to revisit some of those meals. There in its pages are some of the entrées we’ve enjoyed at Bayona, such as her Grilled Shrimp with Black Bean Cakes and Coriander Sauce and her Sautéed Sweetbreads with Sherry-Mustard Butter.

But there are also some dishes new to me, simple recipes that showcase the ingredients, not the chef or her dazzling technique. As crazy as it sounds, Spicer’s Slow-Scrambled Eggs are a revelation of simplicity, taste and texture.

Often when we dine at Bayona, Susan Spicer passes through the dining room greeting regular customers. And although we certainly don’t qualify as regulars, sometimes I catch her eye, and we smile and nod at each other. Then I usually make a joke to my husband about having said hello to my “old friend” Susan, but secretly I always wish it were the truth.

Happily, my friendship with Laurie Lynn Drummond is not a figment of my imagination. It is, however, rooted in many ways in food and books.

In the fall of 1989, I was newly transplanted to Baton Rouge, newly employed as a part-time English instructor at LSU, mother to a six-month-old daughter, and feverishly trying to complete my dissertation.

Most Saturdays and Sundays, my husband took care of our daughter while I worked on my dissertation which meant, in those pre-Starbucks, pre-laptop days, writing in longhand at a table at Highland Coffees, the new and first true coffee shop in Baton Rouge.

After spending several weekends at Highland Coffees, I began to recognize the regulars, in particular one woman whom I had also seen in the English Department. Emboldened by a couple of cappuccinos, I introduced myself, and the rest, as they say, is history.

Laurie, an ex-cop who was then completing her MFA in fiction at LSU, and I became fast friends. We soon found we had more in common than writing and grading student essays. We loved books, art, movies, and, of course, cooking.

How could I not be friends with a person who, shortly after we met, brought me an elegant home-made lunch of bread, salad, and the most wonderful spaghetti with vodka-tomato sauce which I reheated in the coffee shop microwave and gulped down.

On weekends, we’d work dutifully at our respective tables for hours, and then, as if on cue, join each other for a brief respite to compare our progress, or lack thereof, on our projects. Sometimes during the school week, we’d play hooky from our office hours to catch a movie or go clothes shopping at the old downtown Maison Blanche store.

And, of course, we shared many meals, some cooked by me, some cooked by Laurie.

When Laurie’s collection of short stories, Anything You Say Can and Will Be Used Against You, came out to glowing reviews in 2004, I couldn’t wait to peer into the life she had lived as a Baton Rouge police officer, and I couldn’t wait to savor in full the writing talent I had tasted when she had allowed me to read early story drafts.

And, oh, what a talent! Each of her five female police officer protagonists are deftly drawn with authenticity and complexity, and the plots of the ten stories are gritty and poignant at the same time.

When Laurie moved to Austin, Texas, and then to Eugene, Oregon, I missed her deeply. And, not being the best correspondent or phone conversationalist, I worried that our season of friendship was over. However, I’ve happily learned over the years that with true friends, time and distance really don’t take much of a toll. Not only can you can pick up where you left off, but you also bring more “to the table” in terms of ideas and experiences to share.

So when my longtime and long-gone friend Laurie sat down at my table for dinner during her visit to Baton Rouge a few weeks ago, it seemed only natural that I would ask my “friend” Susan to cook for us--at least metaphorically.

Following is the menu, “we” served Laurie. (Hey, a girl can dream!)

I like the sort of French idea of serving “nibbles” before dinner, instead of full-fledged, and often heavy, appetizers. I served the pecans and cheese wafers with some marinated olives.

Spicer Pecans

Source: It may be sacrilegious, but this recipe is an adaptation of Spicer’s Cajun-spiced Pecans. I increased the amount of pecan halves (less buttery) and added the chili powder for a bit more “kick.”

These are great on salads and make a nice Christmas gift.

Yield: 1½ cups (can be doubled)

1 T. butter
1½ c. pecan halves
2 T. sugar
2 colheres de chá molho Worcestershire
¼ tsp. sal
¼ tsp. cayenne pepper
½ tsp. chili powder

Preheat oven to 325°. Melt the butter in a large frying pan. Stir in the nuts to coat. Stir in the other ingredients. Spread the nuts on a large baking sheet lightly sprayed with vegetable oil spray. Bake 7-10 minutes. Cool nuts on paper towels. Store the nuts in an airtight container. (During high humidity, I store them in the refrigerator.)

Cheese Wafers

Source: There are lots of versions of this sort of recipe out there, including a parmesan and thyme version in Ina Garten’s new cookbook Voltar à rotina. This one I got from my mother-in-law Ruth.

Yield: approximately 2 dozen wafers (can be doubled)

1 c. manteiga ou margarina, amolecida
8-oz. block sharp Cheddar cheese, shredded
2 c. farinha
¼ tsp. sal
½ to 1 tsp. cayenne pepper (I use the full amount)
1 c. finely chopped walnuts or pecans

Beat butter and shredded Cheddar cheese at medium speed with an electric mixer until blended add remaining ingredients, beating until blended. Cover dough and chill 2 hours.

Shape dough into 8-inch logs approximately 1½-inch in diameter. (I had 3 logs.) Wrap in plastic wrap. Chill at least 2 hours.

Cut each log into ½-inch-thick slices and place 2 inches apart on an ungreased baking sheet. Bake at 375° for 11-13 minutes. Remova para uma grade para esfriar.

(You may freeze the logs up to 1 week. Let dough stand 15 minutes before slicing into wafers bake wafers as directed.)

Vinagre Balsâmico

This is the salad dressing used on the Bayona House Salad. For Laurie, I served a simple salad of baby greens, chopped scallions, halved grape tomatoes, and a sprinkling of salted sunflower kernels.

Source: Susan Spicer’s Crescent City Cooking

2 T. balsamic vinegar
2T. vinagre de maçã
1 T. plus 1 tsp. Mostarda dijon
1 T. honey
¾ c. azeite
1 T. fresh lemon juice
sal e pimenta

Whisk together the vinegars, mustard, and honey in a small bowl, then gradually whisk in the olive oil. Taste the dressing and finish by adding the lemon juice, salt, and pepper to taste.

Shrimp or Crayfish Clemenceau

I first tried Shrimp Clemenceau at Feelings Café in New Orleans, and I loved it! I’m assuming Spicer uses “crayfish” instead of “crawfish,” the more common term in Louisiana, to communicate to a broader, i.e. “Yankee,” audience.

Source: Susan Spicer’s Crescent City Cooking

1 cup diced potatoes (about ½-inch dice)
sal
3 T. olive oil
5 T. butter
½ pound button mushrooms, quartered
1 pound shrimp (16-20 count), peeled and deveined, or 1 pound crayfish tails
2 c. peas (frozen or fresh)
Pimenta
molho picante
1 med. shallot, finely diced
¼ c. white whine
3 colheres de sopa de suco de limão fresco
2 dentes de alho picados
3 scallions, finely chopped

Preheat the oven to 325° F.

Place the potatoes in a small saucepan and cover with cold water add a pinch of salt. Bring to a boil, then reduce the heat and simmer until the potatoes are just cooked through (they will become opaque and should be tender, but not overly soft, when pierced with a paring knife.) Drain them, rinse with cold water, and cool. Pat the dice dry with paper towels. (The potatoes can be blanched in advance and held in water.)

Heat 1 T. olive oil in a medium skillet until hot but not smoking, and add the potatoes and 2 T. butter. Cook until evenly browned and crispy, and transfer to a large bowl. Keep them warm in the oven.

Return the skillet to the heat (no need to clean), pour in the remaining 2 T. olive oil. When the oil is hot, add the mushrooms and cook, stirring until they are lightly browned and crispy. Add the mushrooms to the potatoes. Add the shrimp or crayfish tails to the skillet and cook a few more minutes. Add the peas, season lightly with salt, pepper, and hot sauce, and transfer the mixture to the bowl of potatoes. Toss mixture to combine and return to oven to keep warm.

Deglaze the pan with the shallots, wine, and lemon juice and scrape up the bits. Bring to a boil and reduce to about 4 T. of liquid. Stir in the garlic, then whisk in the remaining 3 T. butter, a little a t a time, to make a creamy sauce. Tempere com sal, pimenta e molho picante.

Pour the sauce over the shrimp, sprinkle with stallions and serve immediately.

Mousse de chocolate

For this recipe, see "The Thais that Bind in Rhinelander." However, I didn’t have any brandy so I substituted rum and also sprinkled some crushed candy canes on the whipped cream for a seasonal touch.


Assista o vídeo: Molho de Mostarda e Mel - Episódio 113 - Receitas da Mussinha (Junho 2022).


Comentários:

  1. Sevy

    Algo não sai do nada assim

  2. Derren

    Você não está certo. Escreva-me em PM.

  3. Garey

    Magnífica mensagem)

  4. Clayborne

    Você vai levar um momento para mim?

  5. Stok

    A verdadeira resposta



Escreve uma mensagem